sábado, 27 de dezembro de 2008

Preparativos para o grande dia \o/

Desde do início do ano penso a respeito da comemoração dos meus 22 aninhos =]
Faltam 1/2 dia e ainda não sei o que será. Família toda? Só amigos? Família + amigos? Eu + Eu mesma?

Tive algumas idéias e já comprei algumas coisinhas pra festinha (isso se for, de fato, fazer). Pensei em algo simples, só pros amigos mais chegados. Algo bem divertido e alegre. Comprei vários bombons e um bolo de bolinhas cor-de-rosa.

Mas não sai da minha cabeça ir à praia cedinho pra curtir uma brisa gostosa lendo o livro que comecei a ler quinta agora (na praia inclusive), água de coco e caranguejo. Talvez a solidão me faça pensar em mais esse ano da minha vida que se passou e o próximo que chegará.

Esse fim-de-ano é de muitas festas e me sinto imensamente lisonjeada em renovar meus votos com a vida nessa época de muito brilho, fraternidade, união e alegria.

É isso aí. Apesar de estar de férias ando resolvendo mil coisas que ficaram pendentes o ano inteiro, inclusive eu mesma.

Fica aqui minha mensagem de Ano Novo:

"A vida é curta, quebre regras, perdoe, beije demoradamente, ame verdadeiramente, ria incontrolavelmente e nunca deixe de sorrir por mais estranho que seja o motivo. A vida não pode ser a festa que esperávamos, mas enquanto estamos aqui, devemos dançar...”

Viva 2009!!

Com carinho, Mai
Bjs ;**

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Deconsidero!

Sim! É verdade mesmo... não posso mentir pra minha consciência, então pronto! Estou comendo Passatempo recheado! Somente 2 bolachas do pacote (as duas últimas, senão comeria todas!).
Passatempo recheado é mais um dos alimentos que fazem parte da minha lista negra. Não que eu esteja me punindo com a privação de alimentos deliciosos, mas não posso saboreá-los por motivo superior ao meu desejo.

Então, minha compensação no biscoito é por alguns fatos lamentáveis ocorridos hoje. Como fiquei decepcionada! Primeiro me senti invisível diante de uma pessoa tão estimada por mim! Ô sensação péssima! E não foi daqueles foras que a pessoa passa por você e não te olha... NÃO! Tava ali, bem na minha frente! Nem uma palavra sequer, nem um olhar. Precisou outra pessoa intervir para que pudesse falar comigo. "- Não fala mais com Maiara, não!?" Foram as palavras usadas para que eu deixasse de ser invisível.

Os outros fatos de minha angústia vou desconsiderar. Preciso de idéias agora para suprir o buraco que fiz na minha conta hoje!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Mai...

Resultado do meu laboratório de dinâmica!


A nossa aplicação foi muito bem sucedida! A dinâmica era: escolher, dentre um mural de figuras que levamos, uma imagem que representasse um momento de sua vida - passado, presente ou plano pro futuro. O objetivo era promover o sentido de identidade dentre todos que participaram da dinâmica. Funcionou! A galera gostou bastante.


Como não pude participar da dinâmica, pois estava coordenando, resolvi fazer uma montagem com as imagens que me identificam. Dentre elas: sapatos, companhias, dança, livros, música, movimento e relaxamento. Tentei scannear, mas não ficou tão legal XD (se clicar na imagem dá pra ver melhor).


That's it.
;*

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Saindo da inautenticidade

Delícia de manhã, a minha hoje! Chuvinha maravilhosa deixando o tempo do jeito que eu mais amo, uma ligação de bom dia cheio de carinho pra me acordar, fora toda preguiça pra levantar! Quanto tempo não me sentia tão bem, tão à vontade, tão descansada, tão DESATAREFADA para acordar!?

Não que eu já esteja de férias ou esteja renegando todas as minhas muitas tarefas da UFMA, mas estou muito mais solícita para resolvê-las e me dedicar a elas. Pura leveza de espírito, acho que isso resume. Deixar de estar carregada de empenhos que não valem à pena, de responsabilidades sufocantes. Tudo isso em busca de um sustento insustentável.

Hoje, de fato, acordei leve e a chuvinha (sem dúvida) muito contribuiu pra isso. Ela me apresentou a época do ano que mais amo. Chegou o clima de paz interior pra mim. A lembrança do sacrifício de Jesus por mim, o momento de palavras de agradecimento pelo ano, pelas companhias, pelas vitórias, pelas derrotas que muito me ensinaram, pelas pessoas que amo que Deus me permitiu mais um ano com elas, por tudo que é mais precioso na minha vida.

Mas o dever me chamava e lá estou eu entre recortes significantes para o laboratório de dinâmica hoje, fui atrás de mais fontes de recortes. Me deparei com uma caixa familiar. "Dora, que caixa é essa?" Quase caí pra trás! é minha! Uma das minhas caixas da mudança que eu nunca tinha desfeito! Minhas coleções! Estavam todas lá, empoeiradas, mas intactas! Minha coleção de agendas, de cartões telefônicos (de todo o Brasil) e minha caixa de recadinhos do meu tempo de secundarista! "Dora, como eu pude esquecer dessa caixa?" Sei bem o que me fez esquecê-la, mas agora está volver nas minhas lembranças.

Então, em homenagem a minha boa manhã um trecho de uma das canções de uma das minhas cantoras favoritas:

"A beautiful awakening has happened in my soul
A beautiful awakening that only I could know

Try to imagine a sound that you've never heard
A color that you've never seenTry to describe
A taste youve not tasted

Can you imagine if you spent your whole life
With a heart beating out of time
Then one day your wild heart found its rhythm
Dont you think youd lose your mind
And maybe youll know what I mean

What if you woke up one day and your eyes could see
Ugly things as beautiful, ay
Would you believe it if you fell in love with a
Stranger would you be doubtful?"

domingo, 23 de novembro de 2008

Há crise.

"Exige muita prática em morrer aos poucos para que fique pronto para viver".

Virginia River Winter

(citação retirada da pregação do Pastor Samuel Gill neste domingo)

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Dia histórico!

Bom... estou quase dormindo, mas tinha que vim fazer minha rotina diária - me atualizar com o mundo - conferir meus emails, visitar meus sites de costume, ver as notícias do Brasil e mundo afora. E hoje, em especial, não posso deixar de registrar aqui no blog um marco histórico (na ver dade dois!).

O primeiro deles é que acabei de chegar do meu primeiro dia na Vogler. Pra quem dizia que NUUUUNCA iria me divertir carregando pesos... Maaasss como as circunstâncias obrigam.. fazer o quê!? Mais de um ano parada uma workaholic sedentária ninguém merece! Não sei como aguentei tanto tempo! Não sei como ME aguentei tanto tempo! Esses dias e ando poodre! Aff

Daqui pra frente melhorará! Não estarei fazendo o que mais gosto, mas está, no momento, de ótimo e bom tom pra minha vidinha corrida e, ultimamente, muita chata! Está sendo a "atividade do momento" ir pra Vogler, esperar pra ir pra Vogler, chegar na Vogler, estar na Vogler... O ambiente é super tranquilo (nos horários em que frequentarei), bem ventilado (nota mil pra esse detalhe!). O personal foi super simpático (eu estava concorrendo com o jogo do Brasil, mas tudo bem) e a música ambiente legal. Não é que gostei?! Espero que não abuse da mesmice...

O outro fato extraordinário foi o encontro da minha turma hoje! Super simples na casa de Lalá, mas adorável. Cheguei quase no final (a responsabilidade chamava =/), mas deu pra curtir todo o ambiente harmonioso que a confraternização gerou. Momento de gargalhadas com os MICOS (sim, em caixas altas) e os chorinhos com a despedida de Rê que vai passar um tempinho nas Europas. Tiramos a noite pra comentar a dinâmica de sexta passada (estamos fazendo laboratório de Técnicas de Dinâmica de Grupo) e ainda bem que não fui só eu que pensei algumas coisas a respeito do que surgiu.

Então, por hoje é só. Hora de dormir que amanhã é cedo!

Bjinhos energizados
;***

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

F*E*L*I*Z e A*R*R*E*B*E*N*T*A*D*A

Bem.. vamos lá. Em meio a dor e analgésicos, vim postar no meu blog.

Depois de um ano sem dançar, sábado surgiu a oportunidade de uma aula (irrecusável) de street dance e claro lá fui eu (ainda levei Gustavo junto). A aula foi simplesmente maravilhosa, 2 horas sem parar num ritmo frenético. Onde estava meu preparo físico? Meu alongamento!? Jesus Cristo... looongeeee, beemmm loongeee!

Com pés inchadérrimos, dores em toda musculatura aqui estou eu. Morta de feliz por este pequeno espaço de tempo que me revigorou os ânimos e todo o alongamente severamente adormecido. Os músculos podem gritar, berrar, dilatar de dor. Mas lá no fundo sei que estão pedindo mais! Mais dança, mais movimento...

E eles terão!

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Eu's

Super ruiva.




Curtinho esvoaçante.







Loira fatal. (cara de marfiosa como disse mamãe)




Soltinho Cláudia Ohana.







O que um torcicolo e um dia INTEIRO em casa não fazem!!??
Adorei o Chanel e o Loira moderna!
Próximas tendências hehehe

;*

sábado, 11 de outubro de 2008

"I've had time of my life"

Não adianta.
Viver adiando, viver escondendo, viver deslocando.
Não vai parar!

Ela está aqui comigo.
Incitando, arrepiando, percorrendo meu sangue.
Não pára nunca.

Me envolve,
Paralisa.
Me embala,
Revitaliza.

Sim, não adianta!
Nunca esteve longe, nem esquecida!
NUNCA.
Se algum fato bloqueia a vontade,
o desejo* continua dançando por todo meu interior.

E dança!
Cria!
Relembra!
Revive!
Sonha!

Basta uma faísca e o que estava adormecido revive.
É um reforço intermitente que alimenta o desejo.
Que marca os passos, as músicas, os movimentos.
Que não deixa passar, que não deixa submergir,
Que angustia, que movimenta rumo à busca.

Não adianta!
Não vai morrer!
Nada faz morrer o que vive no intenso interior.
Não sei o motivo, mas nunca passa.
Nunca deixa de emocionar, de mexer, de idealizar.

Revive.
É meu destino.
É minha chama.
Nunca adormece.
A dança.

*o desejo está para além da vontade. não está preso às circunstâncias.

sábado, 27 de setembro de 2008

O indefinido

Bem... por onde começar? Tenho muitas coisas pra falar. Todas elas estão embaralhadas em minha mente. Não irei falar tudo, estou com preguiça de raciocinar e pôr as idéias em harmonia.

Cheguei do curso ainda pouco (Curso Relacionamento Mãe-Bebê no H. Juvêncio Matos). Muitas informações. Milhares. Bilhares. Estou zonza (pode ser fome!), mas no curso mesmo decidi dedicar este post para o que tenho aprendido e pra minha confusão de idéias. Vim o caminho inteiro pensando o que escrever, mas até agora nem sei por onde começar. Entretanto, tenho que começar falando de alguma coisa (que na verdade já comecei) então, vou falar de Psicologia.

Pra quem não sabe, a Psicologia não é Psicologia e sim Psicologias. Sim, são várias. E é isso que me enamora e que me enlouquece! Quando comecei a pensar qual curso eu escolheria pra estudar boa parte da minha vida fiquei super confusa. O que escolher? Direito, seguindo a carreira da minha família? Engenharia, Administração, Comunicação - Relações Públicas, Pedagogia? Bem, tinha que escolher! MEU DEUS! Escolhi, na ordem, Arquitetura, Serviço Social e Psicologia. Fiz os três. Mas, de novo, tinha que escolher! Os três no mesmo horário! Bem, descartei Serviço Social. Arquitetura ia me demandar mais um ano de estudo. Testei Psicologia. Em minha cabeça eu já tinha definido "procuro coisas dinâmicas. Idéias diferentes, lidar com o diferente. Coisas que eu ajude a descobrir... buscava movimento". Até ai, ótimo! Exatamente o que procurava: um leque de opções, muitas oportunidades, muito movimento, muita coisa a ser construída.

Estava muito conformada. Até quando me disseram que eu não fazia Psicologia, eu fazia Psicologias (termo usado pela Bock). Certo, mas como assim? Até então só conhecia o Freud. Vieram os outros: Behavioristas (Análise do Comportamento), os Humanistas, Existenciais Fenomenológicos, os Psicanalistas, os Lacanianos, os Sócio-Históricos e assim vai... Depois da explicação minha reação foi "que ótimo! mais opções pra escolher" (eu como sempre abargando o mundo com as pernas).

Vim convivendo com o conhecimento. Digerindo todas as abordagens, as técnicas de intervenção de cada uma. Sim, e a escolha? Ninguém me disse que seria tão difícil! Sei que não existe "a certa e a errada". Minha escolha deve ser baseada na identificação que tenho com a abordagem. Isso me ajudará na forma de proceder. Mas aí está o problema! Me identifico com todas! A Psicanálise me fascina com os insights da teoria e da prática, mas às vezes é muita 'viagem'; a Análise do Comportamento sou EU na prática, mas me sinto limitada pela teoria; o Humanismo... ahh o humanisto! Gosto muito, mas falta um pouco de emoção na prática, mas as teorias são interessantíssimas! Quanto às outras, me resta aprender mais pra definir uma posição a respeito.

O tempo me afoga. Estou a passos de finalizar minha formação. Preciso decidir agora? Não há como adiar. Ou há e não me permito esperar? Sou apanhada pelos meus sintomas a todos os instantes. Minhas resistências em decidir, crescem. É tão difícil ponderar o futuro...

Bem, comecei falando do curso e não terminei. A associação livre dominou minhas idéias. Muitas outras coisas pra falar, mas não consigo mais elaborar meus pensamentos. Fica pra próxima. Meu tempo de sessão de blog acabou ehehehhe
Bjinhos ;**

sábado, 20 de setembro de 2008

Volta

Desde quando eu era criança ouvi falar de um Deus
Que abriu o mar vermelho, lutava pelos seus
Contra feras e gigantes, reinos e nações
E eu me encantava cantando suas canções
Mas o tempo foi passando e eu não quis ouvir
Preferi seguir meus rumos, tentei de Deus fugir
Mas no final do meu caminho não conseguia mais andar,
Eu senti a sua presença convidando-me a voltar

Senhor, quero me entregar,
Nos teus caminhos quero andar
E segurar a tua mão, e receber o teu perdão
E quero ser a voz que ouvia em minha infância
E vou cantar que não há distância que te possa afastar
E pra quem estiver cansado, sofrer do solidão
Pra tua vida fracassada meu Deus é solução
Pois deixou as suas ovelhas para vir te procurar
E se sentes sua presença porque hoje não cantar?

(...)E quero ser a voz que ouvia em minha infância,
Que não importa a distância
Ele vai te alcançar
[Leonardo Gonçalves]

domingo, 14 de setembro de 2008

Há um lugar...


Há um lugar de descanso em ti
Há um lugar de refrigério em ti
Há um lugar onde a verdade reina, esse lugar é no Senhor

Há um lugar onde as pessoas não me influenciam
Há um lugar onde eu ouço teu espírito
Há um lugar de vitória em meio à guerra, esse lugar é no Senhor

Esse lugar é no senhor

Há um lugar onde a inconstância não me domina
Há um lugar onde minha fé é fortalecida
Há um lugar onde a paz é quem governa, esse lugar é no Senhor
Há um lugar onde os sonhos não se abortam
Há um lugar onde o temor não me enrijece
Há um lugar que quando se perde é que se ganha, esse lugar é no SenhorJesus!

És tudo o que eu preciso, Jesus!
De ti preciso
[Heloísa Rosa]

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Feriado boom dimaiiiissss


Fotos do fim de semana com direito a feriado.

Muita diversão, muita gente bonita, cia de amigos e de minha família. Volto eu para a realidade contando os dias para a próxima oportunidade de fugir desse mundo louco (fuga que eu falara na postagem anterior).

Aproveitei o feriado para visitar meus avós queridos que não conseguem mais viver nessa capital louca. Acho que pressentiram esse anseio por fuga, que por sinal, não é só deles, (meu também!!!) e construíram uma casa enorme em seu interior natal (soou estranho, hein?). Basta um feriado para que aquela casa enorme e sem graça se transforme em muita alegria, diversão, correria e gargalhadas (oops! e muito calor também!!!) A família não resiste e vai à prova!

Dessa vez não me ocorreu fazer a conta, mas pensando em minhas 8 tias + suas gerações de beira de saia (cada uma com no mínimo dois, salve Gabriel David o ainda único) + tios, cunhados, pretendentes (e aqui entra Gustavo hehe) + agregados (que já somam quase outra família) dá pra imaginar a loucureba que fica a casa. Vovó coitada, com sua mania (patológica já) de agradar todo mundo fica louca. É cuscuz na manteiga, com coco, à baiana, beiju, café (indispensável para os Monteiro), pão... Haaajaaa! Do verbo haver mesmo! Haja comida! Fora as contas do vô David "Não sei quantos rolos de papel higiênico + não sei quantas formas de gelo + não sei quantos quilos de arroz + e os carangueeejoooos". Minha grande família.

Certo, com tanta zueira como foi que eu consegui achar sombra, água fresca e calmaria que procurava? Muito simples! Um dia antes de ir para a casa de vovô passei em Morros com algumas amigas. Visitamos algumas vertentes do rio Una e do rio Munim. Bem, quem ainda não os visitou, realmente não tenho como transcrever em palavras as deliciosas sensações
que esse contato com uma natureza tão pura nos possibilita. Uma água geladinha em meio a um calor tão infernal, a correnteza batendo nas pedras me dá uma sensação de hidromassagem, tranqüilidade, ouvindo o som do rio, os passarinhos. Claro, que esse fds não estava tão tranqüilo assim... a pousada estava lotada! Mas o lugar não perde seu encanto! Muito pelo contrário, ganha muitos outros! hehehe

Enfim, passeios ao rio à parte. Um asterisco especial para sábado à noite ainda em Morros. A morte do boi de morros. Que cerimônia bonita! Nem acreditei que eu nunca tinha visto! A cidade toda mobilizada em prol do evento. O cortejo, por toda cidade, da vaca procurando pelo boi (cerimônia da vaca), as cores das roupas dos brincantes, a ornamentação da praça, a programação feita pelos moradores, as homenagens aos anciãos da cidade, os fotógrafos norte-americanos, os repórteres do sudeste do país, a praça lotaaaada e claro que não podia estar fora de meu comentário (com todo respeito à paixão do meu coração) os índios do boi de Morros!!! ;D

Bem, me resta agora esperar a vez da próxima visita aos meus avós queridos e as próximas diversões.
;**

sábado, 6 de setembro de 2008

Esperando o tempo passar...

Cá estou eu. De mala e cuia, prontinha!
Tempo passa, passa tempo.
E esse? Que vem lá da Maioba?
Que demora...

Indo pra longe, manter-me longe.
Fugindo
Fugindo? Como pode?
Pode sim!
Fugida merecida!
Necessidade...

Três dias
Calmos dias
Esperançosos dias

Passa tempo!
Cuida, logo!
Quero chegar...
Eita! Nem pra isso se aquieta!
Pra que tanta ansiedade?
Vai chegar...

Um pouco triste...
Só metade-eu vai.
Metade-ele fica
Até amanhã!

Mas depois chega ao fundo
Ao meu mundo
No interior
Chega o meu amor


;*

domingo, 31 de agosto de 2008

Ponto de partida

Muito pouco pra dizer, nada pra guardar
Hoje é só um outro começo
Outras ondas de outro mar
Vão rodar o mundo
E para onde vão eu [não] conheço

Não é bom nem é ruim
Nada pra fazer
A mesma vida olhando para mim
O mesmo rosto dizendo que não
Flores da mesma estação

Quem eu não sou
Onde eu não vou
Quando eu não estou
Se eu tivesse outros olhos para ver
Só mais uma vez
Uma chance
Um novo começo
Ser quem eu não sou

Muita coisa para querer nada pra gostar
Esses dias eu não esqueço
Nem precisa adivinhar, como vão às coisas
Nada vai sair do lugar [ou tudo]
Não é bom nem é tão mal
Nada pra sorrir
Nada vai sair no jornal
A mesma história, o mesmo clichê
Tudo de novo pra que?

O que há lá fora
Além de todo tempo que não pára de chegar
Deixar o sol entrar pela janela e ver outra pessoa

[Marjorie Estiano]

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Doce TPM Doce

doce DOCE dooooce doceeee DoCe DoCe

doce muito doce muito doce muito

D O C E D-O-C-E D/O/C/E

E C O D
D O C E

D d
O o
C c
E e

Doce insaciavelmente doce!

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Sobre a Vírgula

Muito legal a campanha dos 100 anos da ABI (Associação Brasileira de Imprensa).

Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere.

Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.

Pode ser autoritária.
Aceito, obrigado.
Aceito obrigado.

Pode criar heróis.
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.

E vilões.
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto.

Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.

Uma vírgula muda tudo.

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

♪ A alegria do Senhor é minha força ♪

Uma vontade enorme de agradecer!
Ontem e hoje tenho tido noção do quanto minha vida é abençoada!
Meu Deus!!! Obrigadaaaaaaaaa \o/
Tenho uma família maravilhosa, onde ninguém é doente, todos somos alegres apesar das dificuldades. Morro de felicidade em ouvir as gargalhadas das minhas tias aqui em casa tomando café às 17h. Meus irmãos perturbando minha mãe, meu pai falando de jogo o tempo todo e relacionando futebol com tudo! Minhas primas lindas e maravilhosas, minhas amigas que são minhas irmãs sempre, sempre.
Estudo em uma universidade pública com amigas que não sei nem como agradecer a Deus por elas, em um curso maravilhoso que me abre um milhão de possibilidades de fazer o que gosto e, inclusive, ajudar pessoas! E tenho um estágio que muitos querem!
Tenho um namorado [sem palavras pra definir] que assim como todas as pessoas tem os piores defeitos do mundo (pois são esses que a gente precisa enfrentar). Companheiro, compreensivo, amigo, alegre, ansioso (como eu), ousado, que me apóia, que eu amo e que é recíproco! Não há outra palavra que defina melhor nós dois que: completude!
Tenho amigos que valem mais que irmãos!!! Isso sem dúvidas!
Faço o que gosto, com o espírito alegre apesar das angústias que, às vezes, atormentam o espírito...
Mas acima de tudo agradeço a DEUS por ter tudo isso. Por sentir que Ele cuida de mim, não me deixa sozinha quando preciso, que apesar de todas as minhas falhas não deixa de me amar e eu não deixo de sentir isso! Minha alegria vem de Deus!!! Que "ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte Ele jamais me desamparará". Se estou triste Ele usa pessoas pra me consolar e me dá forças pra continuar!
Meu Deus, em ti confio! A ti entrego tudo que tenho e tudo que sou e serei!
Obrigada por todas as bênçãos em minha vida!

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

FIM

Enfim o fim!

Acabaram as aulas de ética! A disciplina perturbadora [e inovadora] de férias acabou!
Falta uma última análise... vou fazer até com gosto!
Embora cansada, estressada, exausta, estou super empolgada com os novos projetos da NovaMente! Muitas novidades por aí... assim que estiver tudo certo, posto aqui compartilhando minha felicidade [ou frustração] Mas vai dar tudo certo \o/

Indo dormir agora... prezando pelo que mais preciso: descanso!

;*

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

LARA-mai

[SÃO NOSSO SIGNIFICANTES NA AULA DE ÉTICA]

.LIBERDADE-voar-ATERRISSAR-chegar-ENCONTRO-par-PACIÊNCIA-calmaria-PREPARAÇÃO-ansiedade-IMPULSO-inconsequência-RESPONSABILIZAR-compromisso-RESULTADO-reconhecimento-CONSTRUÇÃO-esforço-REFORÇO-positivo-REPETIÇÃO-desgaste-MUDANÇA-adaptação-VELHO-restauração-NOVO-alegria-NÓS.

Se é pra colocar o ponto. O ponto está colocado.

terça-feira, 29 de julho de 2008

....

Triste Estado Tenho
E o Riso?
Maroto... Alegre... Disfarçado....
E os gritos ecoam!
Tem que ir! Não pode faltar? Você leu? Não veio por quê?
O soldado Responsabilidade não cansa de insistir.
Nariz de taboca! Olho de bomba!
A consciência grita em si... não se acha!
Aonde foi o Srta. Espontaneidade?
Sumiu? Viveu? Passou? Está deslocada.
Sem-graças....
Talvez distante
Os sonhos?
L
á
L
o
n
g
e
Estado Triste Tenho

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Vieste

Vieste na hora exata
Com ares de festa e luas de prata
Vieste com encantos, vieste
Com beijos silvestres colhidos pra mim


Vieste com a natureza
Com as mãos camponesas plantadas em mim
Vieste com a cara e a coragem
Com malas, viagens pra dentro de mim
Meu amor


Vieste a hora e a tempo
Soltando meus barcos e velas ao vento
Vieste me dando alento
Me olhando por dentro, velando por mim


Vieste de olhos fechados num dia marcado
Sagrado pra mim
Vieste com a cara e a coragem
Com malas, viagens, pra dentro de mim
Meu amor...

[Ivan Lins]

domingo, 20 de julho de 2008

"this noise is on my mind"

Fim da minha pseudo-férias!

Semana (passada) cheia de loucuras... engraçadas e tristes. Tinham que ser as loucas da minha família.

Eu, quinta no estágio, tô aqui corrigindo testes e fui colocar o lápis no ouvido e adivinhem? A ponta quebrou dentro! HAUAHAUAHAUAUAHAUA Detalhe que estavam todos ocupados com seus respectivos processos e eu fiquei lá sozinha pulando como saci pra a ponta sair e nada! HAUAHAUAHAUAUA Quando vi, a ponta estava no chão. Aff
Na sexta, papai me acorda 6h da manhã pedindo pinça pq o algodão do cotonete tinha ficado dentro do ouvido dele, pode?! Pense na cara DESESPERADA do meu pai ehehehe
Ainda na sexta... um super episódio hilário... o documento do carro correnteza abaixo. Papai e Gustavo correndo no meio da rua do sol (com muita chuva) atrás do documento. Resultados: sem registro no cartório, sapatos e calças ensopadas, relógio de 1.200 de Gustavo cheio d'água hehehe... nós sorrimos horrores. Fora que só consegui saí do carro pra ajudar depois da crise de riso! Ninguém (me) merece.
Guga viajou hoje, o povo daqui também... fiquei sozinha =/

Enfim... nosso banner ficou lindo! Recife o espera! Ai está a foto de fundo do banner. Representa esperança para as mulheres que sofrem de mastalgia e a relacionam com câncer de mama.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Pseudo-Férias

Bom... terça agora terminaram os trabalhos das disciplinas do meu 3 ano de Psicologia. (Ufa, que alívio!)

Entreguei meu (nosso) trabalho lindo lindo... Sobre a relação entre dança e auto-estima em crianças de 7 a 9 anos que fazem dança (balé clássico) em escolas da rede privada de SL. Espero tirar nota máxima! Ai está a foto da capa.


Bom, amo reclamar que é muita coisa... "Meu Deus esses professores são retardados, mais um trabalho? "Prova amanhã?" "O livro Inteiro?" "300.000 textos"??? My Godness!!!!!!! Histérica total!!! É... sei muito bem da minha condição histérica... mas eu amooooo estudar isso!

Dormindo às 3h e acordando às 6h... Sendo uma estagiária zumbi... "Bom... Dia... eu... sou... Maiara... estagiária... de Psicologia... e esse... é... um... teste... de.... personalidade..." heheheh Que nada! Quando chego no estágio nem parece que dormir só 3 horas. Perco sono total. Recebi até um super elogio hoje da minha chefa! Iupi! \o/

Agora estou escutando Avril... Curtindo minhas pseudo-férias... Detalhe que tinha que estar na NovaMente (EJ de Psico) agora... maaaas tenho que terminar o banner (meu e de Micha) que vai pro Congresso Íbero-Latino Americano de Mastologia (NUUUUS quase nem acreditei quando recebi o email da comissão dizendo que estava aprovado!!!! \o/)

Bom, enfim... o carro tá entrando na caragem... Gustavo chegou! heheh Hora de acabar o post!

Bjinhoooos ;*

sábado, 12 de julho de 2008

Empolgada

É! Caí da cama hoje cedo! Apesar da semana super estressante com muuuuitos trabalhos e provas aterrorizadoras, acordei hoje super disposta! Meu sábado será cheeeiio!! ;D

Irei começar hoje (daqui a alguns minutinhos) um curso orientado em Psicanálise sobre relacionamento mãe-bebê e desenvolvimento infantil de 0-3 anos lá no Juvêncio Matos. O curso será ministrado por uma Psicóloga da Bahia e vai até novembro! Pra quem não sabe, sou super fã dessa área e minha monografia, provavelmente, será nela. Tenho muitos planos sobre esse tema. E pelo fato de ser em orientação psicanalítica não quer dizer que eu seja uma seguidora da Psicanálise. Na verdade, ainda não me decidi quanto às outras abordagens, todas são fascinantes! Mas valerá a pena conhecer o tema em Psicanálise. Nada será perdido!

Mais tarde, comprar presente de Guga. Tarefa super difícil, diga-se de passagem... Não estou inspirada hoje o que piora minha situação.

Ainda depois a parte mais legal do dia! Sair com as meninaaaaaas. Marcamos hoje lá na praia pra curtir o sol, mar, vento e a amizade, claro! Essas estudantes de Psicologia estão precisando relaxar. Uma sessão de tai-chi-chuan na praia seria na medida... mas nada que uma boa conversa, umas gargalhadas, água de coco e uma brisa com areia (oops! Lalá não pooooode hehehe) resolverá nossos problemas!

Enfim... tardinha depois do pôr-do-sol na praia. Comemorar com um amigo mais um ano de vida!

Caramba! E que horas vou estudar!? Milhares de coisa pra segunda! (superego* em ação hehehe) Nos intervalos dou uma olhada nessas tarefas árduas!

Bjs
;*

*Representa a censura das pulsões que a sociedade impõem ao id, impedindo-o de satisfazer plenamente os seus desejos. Manifesta-se à consciência indiretamente, sob forma da moral, como um conjunto de interdições e deveres.

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Desassossegada

É! Curtindo minha eterna fase de desassossego... enfim, sonhando com férias improváveis.
Idéia que me identifico é essa de desassossego... enfim... Marisando nos Montes (amo!)

"Desassossegados do mundo correm atrás da felicidade possível, e uma vez alcançado seu quinhão, não sossegam: saem atrás da felicidade improvável, aquela que se promete constante, aquela que ninguém nunca viu, e por isso sua raridade.

Desassossegados amam com atropelo, cultivam fantasias irreais de amores sublimes, fartos e eternos, são sabidamente apressados, cheios de ânsias e desejos, amam muito mais do que necessitam e recebem menos amor do que planejavam.

Desassossegados pensam acordados e dormindo, pensam falando e escutando, pensam antes de concordar e, quando discordam, pensam que pensam melhor, e pensam com clareza uns dias e com a mente turva em outros, e pensam tanto que pensam que descansam."

(Martha Medeiros)

Bjs
;*

terça-feira, 8 de julho de 2008

Mensagem para ele

(1:09 am)
Se vejo o lado positivo?
Os reforçadores a curto prazo, difíceis.
Talvez o reconhecimento (??)
Os daqui a algum tempo?
Obscurecidos pela dúvida.
Mas é assim.
Amanhã estarei lá.
Feliz ou não.
Acabada e linda.
Na falta de sono, virei poetiza.
Amanhã, depois, te conto a tragédia da mosca.

(se ele entendeu?)
Sim... Ou não!

domingo, 8 de junho de 2008

Meu hoje!

Chata. Expectativa. Espera. Chegada. Recepção. Acolhimento. Espera. Início. Indecisão. Enfim. Planejamento. Estratégias. Metas. Saída. Fome. Almoço. Satisfação. Sorvete. Alegria. Suspense. Curiosidade. Gargalhadas. Muitas. Retomada. Individuais. Espontâneo. Talvez. Prosseguimento. Cansado. Desilusão. Continuidade. Esperança. Motivação. Dúvida. Decisão. Enfrentamento. Sozinha. Desconforto. Arrependimento. Provisão. Cuidado. Luto. Indignação. Tristeza. Volta. Isolamento. Renúncia. Autenticidade. Conversa. Calma. Certeza. Música. Descanso. Alento. Menos. Chata.

quarta-feira, 26 de março de 2008

Don't Worry Be Happy

ahhhhh eu quero menos...

Menos preocupação.
Menos formalidade.
Menos nuvens no céu.
Menos roupa.
Menos encanação.
Menos se levar a sério demais.
Menos escritório.
Menos cara feia.
Menos despertador do lado da cama.
Menos falta de tempo.
Menos resolver tudo por email.
Menos chapinha.
Menos distância.
Menos COMPLICAÇÃO.
Ah, eu quero menos pra mim...e quer saber?
Eu desejo o mesmo pra você

Renato Simões e Bruno Prosperi


uuuhuhuhuu uhuhu uuuu..... Don't Worry Be Happy

segunda-feira, 3 de março de 2008

..."crucified to set me free"

None But Jesus
In the quiet, in the stillness
I know that You are God
In the secret of Your presence
I know there I am restored
When You call I won’t refuse
Each new day again I’ll choose

There is no one else for me
None but Jesus
Crucified to set me free
Now I live to bring Him praise

In the chaos, in confusion
I know You’re Sovereign still
In the moment of my weakness
You give me grace to do Your will
When You call I won’t delay
This my song through all my days

All my delight is in You Lord
All of my hope, all of my strength
All my delight is in You Lord
Forevermore
[Hillsong]

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.
uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.
Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.
Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.
Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte, linguagem.
Traduzir-se uma parte
na outra parte-
que é uma questão
de vida ou morte -
será arte?(será!...)
Ferreira Gullar

domingo, 10 de fevereiro de 2008

E um peso se foi... e ficou na angústia as consequências de tais atos.
Feridas, mágoas, lembranças, afetos... os significantes que só estarão ligados aos significados meus... meus particulares.

Enfim... ainda as inexplicáveis sensações seguras.

sábado, 9 de fevereiro de 2008

"...Não usurpe a responsabilidade pessoal de todos os demais. Não almeje ser a mama universal. Se quiser que as pessoas cresçam, ajude-as a aprender com sua própria mãe e seu próprio pai." Irvin Yalom


O motivo de Bota Ponto Nisso? Sei não... uma frase qualquer. Quem sabe uma motivação inconsciente! Rsrsrs