sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Por que minhas manhãs são revigorantes.

Em toda minha vida foram poucas as manhãs que passei em casa. Na infância e adolescência eu estudava pela manhã e durante quase toda a minha graduação minhas manhãs foram ocupadas por estágio, projetos e etc (e ainda são).
No meu projeto de vida sempre me imaginei inerte em uma calmaria. Não sei se isso é uma necessidade inconsciente ou simplesmente algo que faça parte da minha constituição, mas minha idéia de investimento de tempo, por exemplo, é estar sentada em um banquinho distante no meio do campo escrevendo algum livro que um dia seria publicado.
Hoje quando acordei (quer dizer, fui acordada por uma voz que eu amo demais - a de Guga) que abri as janelas, fui até minha varanda, olhei esse sol lindo, senti uma brisa super agradável, todo esse sentimento descrito acima me envolveu tão intensamente! Respirei profundamente pra que toda aquela harmonia se internalizasse em mim e nunca mais saísse. Que delícia.
Assim REdescobri que eu adoro minhas manhãs em casa. Que adoro acordar cedinho, abrir minhas janelas, sentir o sol ainda 'frio', tomar café assistindo programas matinais (Adoro Ana Maria Braga e o Jornal da manhã) na minha cama ainda bagunçada, fazer um alongamento nas minhas costa e pescoço, respirar profundamente enquanto faço isso, fazer minha check list descrevendo todos os horários a cumprir (e só tenho até às 9h40min pra ficar na net), adoro seguir minhas próprias regras de manhã.
É estranho, mas é como se eu estivesse mais viva, mais intensa, como se meu espírito estivesse em plenitudo. Os bons planos vêm à mente: ter minha casa no 'campo' (estilo a casa do filme 'A proposta'), escrever um livro, me dedicar à aulas de alongamento e dança pela manhã a um grupo de idosos.. tantos, tantos planos! São todos eles esquecidos em meu 'Desassossego' e pela manhã parece que o desassossego ainda está adormecido. Sonho em ele permanecer assim... pra sempre. Assim, menos desassossegada e mais viva nas minhas manhãs em casa.

3 comentários:

  1. Teu post me fez lembrar de O Mágico de Oz.
    A grandiosa Judy Garland, no papel de Dorothy, depois de passar por muitas, e muito boas, enfim, assume:
    ' não há melhor lugar que a nossa casa '. :)

    ps. Gostei de tu ter colocado RAZÃO E SENSIBILIDADE como um dos filmes preferidos. ADOOOORO , aliás, eu te emprestei, né? Hahaha.

    Visitarei sempre.

    ResponderExcluir
  2. Maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiii!

    Adorei teu blog!!!!

    Meniiiiiiiiiinaaaa! Dá uma visitada no meu também! Beijooooo!

    ResponderExcluir
  3. Brigada, Maiiiiiiiiiii!!!!

    Te espero sempre por aqui, entãoo!
    Beijinhos!

    Fica com Deus!!!

    ResponderExcluir