sábado, 24 de outubro de 2009

Doutores da Alegria =)

Essa semana inteira estive envolvida na Jornada de Psicologia Hospitalar. Atuar em hospitais é um grande projeto meu, um sonho, uma paixão. Do 3º ao 6º período fiz estágio no HU-Materno Infantil e esse estágio realmente fez a minha cabeça. Trabalhar no hospital não é fácil! Lidar com o sofrimento do OUTRO e com o SEU em estar vivenciando o sofrimento de outra pessoa que vive a vulnerabilidade naquele momento (algo que todos nós estamos sujeitos) realmente é muito difícil. Mas meu papel como Psicóloga é estar ali, não necessariamente ter respostas, mas estar ali... ouvir, acolher, ajudar o outro a lidar com sua nova condição de vida, sendo de uma doença, uma internação. O papel é estar disposto a RESGATAR a condição humana.


E disposição foi o que encontrei nos Doutores da Alegria - os besteirologistas. Ontem no encerramento foi nos passado o documentário do trabalho deles (http://www.youtube.com/watch?v=EtpGqzI9OIg&feature=PlayList&p=4A7F6F0D3573D2DB&index=8) que já está em DVD (o link é um vídeo do YouTube que fala do documentário). Eu conhecia os Doutores do Riso, um projeto que tem aqui em SL no H. Aldenora Bello, mas o trabalho dos Doutores da Alegria é FANTÁSTICO! Trouxe um pouco da história do Projeto.


É uma projeto que atua no Rio de Janeiro, São Paulo e Recife em 12 hospitais ao todo e conta com 37 artistas. "O programa de visitas a hospitais é o pulso dos Doutores da Alegria. Em 1991, quando tudo começou, a idéia de atores-palhaços brincando de ser médicos para interagir com pacientes hospitalizados era vista com resistência. O trabalho baseia-se nos valores e princípios que norteiam a própria interação do palhaço dos Doutores da Alegria com a criança. O palhaço entra, provoca, cria uma ligação de confiança através da graça, faz borbulhar o ambiente e segue seu caminho. Assim, os Doutores da Alegria implementam em cada hospital um programa que, aos poucos, passa a ser do próprio hospital, na medida em que o ambiente assimila a função do palhaço e os profissionais de saúde percebem que as relações que constroem com as crianças internadas podem ser ainda melhores, inclusive mais leves".

É um misto de Arte, Vida, Alegria, Respeito, Responsabilidade, Amor pelo próximo, inclusive quando se tratam de crianças hospitalizadas. "O hospital é o cruzamento da rotina com o imprevisível. Do mesmo com o inusitado. Da mesmice com a urgência. Do tédio com a iminência da morte. E o trabalho dos Doutores passa por essa 'esquizofrenia'. Entre a repetição e a eterna descoberta".

Esse trabalho é mais do que essencial! As crianças reagem ao estímulo 'alegria' e os resultados são excelentes. Vou deixar a página oficial do projeto e o blog. Já é uma idéia que mora no meu coração.

2 comentários:

  1. Eu adoro o trabalho dos Doutores da Alegria, e sempre quis estar envolvida um dia.
    Pra quem quer conhecer na prática, além das visitas, vale a pena assistir "Patch Adams - O Amor é Contagioso".

    Parabéns, Macaca! Um dia a gente se encontra por aí!
    hehehe

    J.

    ResponderExcluir
  2. Já conhecia o trabalho deles e fico feliz que vc tenha gostado. Vc vai ser uma grande psicologa mai
    um bjaao

    ResponderExcluir