sexta-feira, 28 de maio de 2010

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Via chat.


Mai: Gu, vc viu minha grafite?

Gu: vi tua grafite nao hihihi
 
Mai: perdi... =/

Gu: acho que ela está escondida na minha bolsa....eu acho que ela se escondeu. hihihihi
 
Mai: fooiiiii néééééé? sério?
 
Gu: é ela ta escondida lá

Mai: hummmmmm seeeiiii

Gu: mas ela disse que não era pra eu te dizer. ela tá de greve

Mai: acho que ela queria ir ai te espionar em Santo Antônio.... acho que essa parte ela não te contou, né?

Gu: acho que não foi isso não.

Mai: =P



....



Saudade.

domingo, 23 de maio de 2010

Amigo, um ensaio.

"Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta".

Trecho do poema de Marcelo Batalha.

Foto: eu e a mais podre das minhas amigas! HAHA Love you, pingo!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Tão comum

Se você me perguntar
O que é que eu tô fazendo
Eu digo que não sei
Se você me perguntar
O que eu quero do futuro
Eu digo que não sei

Só sei que eu espero que a vida
Me mande algo bom
Só sei que eu não quero cantar
Minha trilha fora do tom

Tão comum
Se arriscar sem saber 100% se é bom
Tão comum
Sonhar mais alto do que se pode crer
Tão comum
Errar ao conjugar o verbo "querer"
Tão comum
Errar, errar, errar de novo

Se a consciência me chamar
Disser que eu não posso
Eu digo que não sei
Assumo os meus desejos
Tento saciar a sede
Daquilo que nem sei

Tantas perguntas a responder
O que é certo, o que é bom
E o que é real
Antes de dar resposta
É preciso aprender a perguntar
Tão comum

(Sandy-Manuscrito)

domingo, 16 de maio de 2010

LookBook - Fotos de formatura

As formandas da Turma 2005.1 de Psicologia da UFMA como verdadeiras fashionistas quebraram a tradição do 'old' terninho e vestiram tubinho + bolero + scarpin.

Confiram o resultado:


Essas fotos foram muito esperadas. Afinal, tem coisa melhor que juntas as amigas (somos 9!) para um dia juntas de produção, maquiagem, diversão e de quebra uma sessão de fotos? hahahaha Um verdadeiro @diadebeauty!

Mas antes do tão esperado dia foram muitas reuniões, discussões e decisões. Mas fomos espertas! Nos inspiramos no look completo da Deborah Secco. Quando eu mostrei ninguém resistiu... Olha só:


Escolha do tecido do bolero e cores:

Contraste entre o preto e o pérola. Tecido: Gabardine com 5% de elastano.

Ficamos com o pretinho básico, o scarpin preto e o bolero pérola por ser mais clássico. O conjunto ficou melhor do que nós esperávamos. As fotos foram tiradas em estúdio, Praça Gonçalves Dias e Palácio dos Leões.

Como estávamos tirando as fotos amadoras nos bastidores não fiquei com nenhuma foto minha com o look completo (poxa, poxa =/). Mas tem uma de corpo inteiro aqui:

Local: Palácio dos Leões
Vestido: Expirit
Sapato: Santa Lolla
Cintinho: Chiquita bacana

Vou deixar algumas fotos dos bastidores. O resultado não podia ser melhor: nos divertidos horrores!


Já estou com saudades dessas companhias maravilhosas!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

A imagem da Hipocondria



"Uma série de organismos se cavalgam e se metamorfoseam dentro do próprio organismo do sujeito, cada função, cada órgão é multiplicado ao infinito, o sangue está animado do ritmo da natureza, a idade e o corpo se estendem ao infinito, se dissolvem ou se deformam, tornados indefinidamente plásticos e elásticos. Frequentemente enrolados em espirais monótonas, esses delírios se desenvolvem em conceitos pseudocientíficos, metafísicos ou biológicos. A hipocondria torna-se então apocalipse. Astrólogo, taumaturgo, mago, mas também vítima expiratória, não sabemos distinguir se o delirante acusa seus distúrbios corporais ou prodigaliza seus dons". A Hipocondria dos Delírios Crônicos por Caixeta em Psicologia Médica.

Diante da descrição sintomatológica nesse nível de complexidade, percebe-se que o paciente se sente a todo o momento invadido. Sente que seu corpo é atacado pelo mundo perigoso, ‘frio’ e ‘agressivo’. O hipocondríaco se sente inseguro e desprotegido diante das doenças que existem. A partir daí ele perde sua liberdade frente à doença e passa a se relacionar com o mundo através de seus sintomas. Segundo Caixeta (2005 p.273) “fecha-se em um círculo interminável e mortal (...) abre-se com o sintoma para o mundo em busca da vida” (grifo meu).

Esse é meu tema que tem tirado meu sono, minha paz, meu sossego: tema de monografia! Fica aqui um pequeno trecho (adapatado) da minha própria angústia.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Jung disse, tá dito!


"Assim como tendemos a assumir que o mundo é como o vemos, ingenuamente supomos que as pessoas sejam como nós as imaginamos que sejam. Neste sentido, todos criam uma série de relações imaginárias baseadas essencialmente na projeção". Carl Gustav Jung

Um evento hoje me fez pensar nisso.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

#Manuscrito

Hoje chega nas lojas o novo cd da Sandy&Jr Leah. Sempre fui fã da dupla Sandy&Júnior. Eles compuseram minha infância, minhas brincadeiras (Dig-Dig-Joy! Lembra, Jhessy?), meu show de calouros (in off).... eu era a Sandy e meu irmão era o Júnior! hahahaha Detalhe: Raoni era obrigado a ser o Jr! Eu o obrigava! Sabe como é, né!? Autoridade de irmã mais velha kkkkk As músicas da dupla embalaram meu primeiro romance e eram compatilhadas por minhas amizades. Não foi à toa que eu e Jhessy derramamos rios de lágrimas ao ver aquele abraço prolongado e interminável, sinalizando o fim de uma carreira em dupla (Acústico MTV). Mas é isso aí... "a gente segue em frente".

Então a Sandy, depois de trabalhos com o Marelo Bratke (que eu adorei!), solos de Jazz pela night (sou suspeita pra falar de Jazz) resolveu lançar o solo. No lançamento do cd disse que era um cd em que ela tinha se realizado e que não sabia dizer qual seria o público do trabalho. De fato, é um cd bem diferente do trabalho pop produzido ao lado irmão. Acompanhei pelo Twitter da cantora os pré-lançamentos das músicas na rádio UOL, conferi e gostei do que eu ouvi. São letras mais introspectivas e íntimas e nem sempre o ouvinte saberá do que a Sandy está falando.

Eu, definitivamente, prefiro assim. Gosto de música onde eu mesma atribuo meus significados à letra. Resumindo: são letras bem significantes! Sem falar nas melodias. Eu sou bem eclética, mas sei apreciar boa música. Quando eu digo boa música quero dizer os arranjos, os instrumentos, a voz, backing vocal, o conjunto... música! O cd está muito bom tecnicamente. Não sou nenhuma crítica músical hehehe, mas realmente tenho um ouvido apurado pra música. Faz parte da minha história de vida...

O cd é composto de 13 faixas, todas de autoria da Sandy, ora em parceria com o irmão Júnior Lima, ora com o marido Lucas Lima. E ainda tem a partiipação especial da cantora internacional Nerina Pallot. A produção de todo o cd é feita em parceria do irmão e do marido (Timão, hein?). Confiram:


1. Pés Cansados
2. O Que Faltou Ser
3. Perdida e Salva
4. Quem Eu Sou
5. Tempo
6. Ela/Ele
7. Dedilhada
8. Sem Jeito
9. Duras Pedras
10. Dias Iguais
11. Mais Um Rosto
12. Tão Comum
13. Esconderijo

A música que mais gostei foi a Dias iguais. Mais uma vez, fica a dica!

terça-feira, 4 de maio de 2010

Protetor de salto AREZZO

É isso mesmo! A Arezzo lançou uma coleção de protetores de saltos. Afinal, quem gosta de ver seu querido (leia-se: carí$$imo) salto sujo, riscado e até deteriorado? Ninguém, né?! Achei uma excelente idéia e melhor ainda é divulgar por aqui.



Os protetores estão sendo vendidos nas lojas Arezzo em 13 diferentes cores: transparente, preto, pink, vermelho, anil, dark grey, garrafa, acerola, elefante, sândalo, nocciola, eclipse blue e new petrol. Os protetores são adaptados para saltos finos de 10cm e 12cm. E o melhor: por apenas R$19,90.

Vamos conferir?

Bjo, bjo.