sábado, 13 de novembro de 2010

O chato e o poeta



"Poeta vem do termo 'poiesis', justamente: criar, inventar, fazer. Por uma história de um neurótico, ninguém passa, só assistem a ela; por uma história do poeta, muitas outras passam".

"Melhor será notar que o poeta está mais livre do pesa da expectativa do outro sobre ele, que um homem cumum. Ele não fica tentando controlar como o outro vai entender o que ele diz; seria até engraçado imaginar a cena de um escritor que tentasse ao mesmo tempo escrever e impor como deveria ser interpretado".

"O poeta não teme o mal-entendido porque aprendeu que ele não é um erro, é estrutural da espécie humana".

"Exatamente da certeza constitutiva do mal-entendido que o faz trocar o julgamento do outro, frente ao qual somos invariavelmente culpados, por uma responsabilidade singular, que o leva a criar histórias que recobrem frouxamente o espaço do sem palavra".

Jorge Forbes em O chato e o Poeta - Psique ano V nº58

Como sempre, Forbes me encanta!

2 comentários: