segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Livro: Maria da Tempestade



"Quando um coração não tem a liberdade de se encontrar a si mesmo, ele se perde. E torna-se capaz de tudo, contanto que não morra asfixiado". 

Trecho do livro Maria da Tempestade do Padre João Mohana. É um romance dos anos 50 que minha mãe lia quando eu era criança. Voltei a relê-lo há pouco tempo e tenho me apaixonado por Bárbara, personagem principal do livro.

Sinopse: Maria da Tempestade traz a mensagem de um homem e uma mulher que fizeram do casamento uma odisséia de autenticidade. Bastaria a figura de Bárbara Sena para impor este livro. É um tipo novo de mulher, fascinante, que não se conhece sem se ser tocado no mais fundo ponto do coração. Hoje seria impossível excluí-la do número das grandes criações da ficcção brasileira. Seguindo a linha de Bárbara Sena, cada personagem de Maria da Tempestade é construída com vida, transfigurando-se diante de nossos olhos com irresistível sensação de existência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário