terça-feira, 16 de agosto de 2011

Passos Lentos


Eu acredito nos desacreditados. Tenho fé nos desesperançados.
Eu estou aqui pelas almas sem vida, sem fôlego.
Pelos desfavorecidos, pelos que vivem em subumanidade de matéria e de espírito.
Para os laços quebrados. Para o luto.
Para a esperança. Para o enfrentar.
Para o mais além... paciência.
Eu estou para o reencontro dele com ele mesmo.
Eu estou para o outro.
Em passos lentos.

Maiara Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário