sábado, 25 de fevereiro de 2012

Um quarto só de vestir...

Quem nunca quis ter um quarto de vestir? Espacinho pra chorar os dilemas do "com que roupa eu vou", levar as amigas, dividir os segredos, desejos, os sonhos? Essa é a proposta da mais nova designer de moda da ilha: Anielle Krause.

Conheci a Ani, como costumo chamar carinhosamente, no curso de Psicologia da UFMA. Uma jovem cheia de estilo que caiu de paraquedas na minha turma e, com o jeito-Ani-de-ser (quem a conhece sabe do que tô falando), chegou chegando (né, Ani!?). Mãe de duas garotas, esposa, administradora, graduanda de Psicologia veio parar aqui no Mará por obra do destino da Marinha a qual seu esposo serve. Se eu fosse procurar em um dicionário a definição pra A.N.I.E.L.L.E, acho que seria assim:  Adj. 1. Desassossegada 2. Batalhadora 3. Que não se fecha em si mesmo 4. Sempre querendo mais.

Prova disso é que não se contentou com as duas graduações, foi atrás de uma antiga paixão, a Moda. Graduou no UniCeuma recentemente, revolucionou a história do curso, virou parceira do Jum Nakao, montou um ateliê e está aí, cheia de estilo e de vontade de transmitir vida através da Moda. Em uma manhã de reencontro e muita conversa fora, Ani me contou um pouquinho dessa nova experiência e me apresentou seu novo espaço de trabalho: o 1/4 de vestir.

Vou dividir com vocês um pouquinho do nosso encontro e aproveitar pra dizer que super recomendo a visita.
Anielle no 1/4 de vestir
Ani divide o espaço (os sonhos e planos) com a amiga e sócia Tamara Marques e juntas têm pensado em muita coisa legal e inovadora pra sacudir o mercado da moda na ilha. E, pra quem consegue trazer o Jum Nakao de forma independente pra São Luís, eu aposto todas as minhas fichas no empenho dessas duas.

O interesse pela modelagem,corte&costura é o que Anielle mais destaca dentre as suas paixões. Influência da vovó que a ensinou, quando pequena, a fazer roupas de boneca e os simbólicos moldes de papel no mural (foto acima) nos fazem lembrar dessa marca histórica. Conversamos enquanto ela produzia uma peça e dá pra notar o prazer e singeleza com que ela trabalha no ajuste dos detalhes. Inclusive, esses são as suas prioridades: construir coleções com riqueza de individualidade e, a partir disso, despertar um público específico com identificação com suas peças.

Pedi que me apresentasse os itens preferidos do ateliê e as linhas, réguas de modelagem e o manequim foram os primeiros a serem apontados. Além de destacar a função terapêutica que o exercício da costura reflete em sua vida.


A parte que  "Que não se fecha em si mesmo" e "Sempre querendo mais" foram destaque quando se trata do que significa a moda e suas diversas abordagens na atualidade. Anielle trouxe sua experiência de preconceito com as modices e a dificuldade de assumir, pra si mesma, a seriedade de sua escolha. Me apresentou também uma visão de moda inteligente, que não está presa aos conceitos divulgados pela mídia e pelo avalanche do consumismo, além de tecer críticas a abordagens que acabam massificando o estilo, reservando-se a levantar a bandeira por uma experiência mais autêntica com a moda.

Fez destaque também aos livros e seus principais influenciadores no ramo, além da construção do ateliê.


Também me apresentou as peças lindas!! E separei as minhas preferidas:


Então, eu simplesmente amei o nosso encontro e fiquei apaixonada pelo espaço e pelo trabalho dessas duas pessoas. Recebi o convite pra participar de um projeto social promovido pelo 1/4 de vestir e ainda vão ter muitos encontrinhos pela frente.



Deixo a dica pra vocês e o carinho por essa querida amiga. Fico feliz em vê-la realizada e em saber que nossa cidade só tem a ganhar com essa quase-psi-&-designer-de-moda. Resumindo, é como ela diz: "Nasci pra costurar no divã".

O 1/4 de vestir (clica!) funciona na Rua das Mítras n°10 Qd.21 , Ed. ATRIUM PLAZA, sala 320, Jardim Renascença II, 65075-770, São Luís-MA. E o contato da loja é (98) 3199-0157. 

Aguardem mais novidades aqui.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Desejo do dia: almofadas customizadas!

Sabe aquele produto que você bate o olho e antes de você escolher por ele, ele já te escolheu pra ser só seu??

Pois é... minha nova moda de decoração são almofadas. Vocês vão até rir, mas eu ainda nem tenho onde colocar as almofadas que estou pensando em comprar/fazer kkkkk Mas quero-as, já! Sei lá se coloco em cima da cama, substituindo os travesseiros, mas não vou trocar meu travesseiro nipponflex super confortável por uma espuma, né! Então vou realizar meu desejo por puro capricho, depois me resolvo com a utilidade das benditas!!

Tudo isso começou com um passeio na parte de Moda Casa da Riachuello, onde eu encontrei essas belíssimas:

E ainda ornamentando esse móvel digníssimo do meu conceito:


Ai já viu, né! Não deu outra. Neurônios decorísticos ativaram e decidi que meu closet de varanda (aka. depois explico esse detalhe!) tinha que ter um desse com umas almofadas dessas! Pensei duas vezes e não levei as almofadas. O preço salgado (R$39 cada) e o meu bom senso de não ter onde colocar (ainda!) contribuíram para isso. Mas foi bom! Andei pesquisando pela net e já achei muitas ideias bacanas que me inspiraram mais a vida de free time design kkkkk

A primeira foto é do blog Wit & Whistle que adorou essa almofada de $159, mas odiou o preço, resolvendo assim fazer um DIY nos inspirando a sermos criativos e felizes!! O processo e materiais estão descritos aqui (em inglês), mas muito fácil:
  • Tecido (no caso desta, linho)
  • Gabarito de letras ou outros modelos
  • Lápis
  • Marcador de tecido com a cor à escolher
  • E, por último, criatividade.

É isso! Eu já tenho até o meu gabarito de letras!!! Não me perguntem porque eu tenho isso que eu respondo hehehe COMPULSÃO por papelaria e associados. Esse é da  Cia. das Canetas - Compactor (a marca daquelas canetinhas estilo Bic que todo mundo adora escrever!) ainda tá com o preço e foi R$4,60.


É isso, fica a dica e a próxima postagem vai ser sobre os móveis do meu Closet de varanda!